This is the default caption.
 

Pedal Integração 2014

Segue agenda dos Pedais Integração 2014

Data Cidade Organização
25 de Maio Conchal Equipe Tartaruga
Agosto Vargem Grande do Sul
Novembro Botucatu
 

VEM AI O 15° PEDAL INTEGRAÇÃO - SERÁ REALIZADO NA CIDADE DE CONCHAL

RESERVE ESSA DATA EM SUA AGENDA: 25 DE MAIO DE 2014 VAMOS INVADIR CONCHAL!!!

História

Conchal teve seu início como Núcleo Colonial do Estado de São Paulo. As suas atuais terras formaram no passado três grandes fazendas denominadas: "Nova Zelândia", "Ferraz" e "Leme". Pelo Decreto nº 2.020 de 28 de março de 1911 as referidas terras foram divididas em dois Núcleos Coloniais distintos que receberam a denominação de: "Visconde de Indaiatuba" e "Conde de Parnaíba". Esses núcleos tiveram como primeiros diretores os Srs. Cel. Antonio de Queiroz Teles e Antonio Benedito de Oliveira Ferraz. Com a vantagem das terras férteis e oportunidade de mercado e transporte os pequenos agricultores que compraram os lotes dos núcleos honraram com regularidade os pagamentos e em 20 de dezembro de 1919 pela Lei 1.725, os dois núcleos coloniais foram emancipados, passando a constituir um Distrito de Paz do Município de Mogi Mirim . A atual cidade denominou-se, a princípio, "Engenheiro Coelho", mudando depois para "Conchal", denominação que conserva até hoje. As primeiras obras de saneamento básico no município são do ano de 1912, realizadas pelo Estado para evitar a disseminação da malária pelos núcleos coloniais. Em 1913, após a inauguração do prolongamento da Funilense em 20 de novembro, os colonos também já podiam contar com as facilidades da estrada de ferro. O primeiro chefe da Estação foi o Sr. Josefino Nabão. Com a chegada de grande número de famílias, com os assentamentos nos lotes rurais e a ocupação dos lotes urbanos, o movimento da ferrovia e os trabalhos dos pioneiros propiciavam uma transformação que se operava a olhos vistos e foi se constituindo uma comunidade e consequentemente uma escola. A primeira professora pública foi a Sra. Adelaide de Barros. Em 1923 foi inaugurada a primeira rede de energia elétrica com a contribuição dos Srs. João Batista de Oliveira Luz, Cel. Francisco Ferreira Alves e o Dr. Narciso José Gomes, influentes chefes políticos em Mogi Mirim e Araras. Os núcleos mudavam aos poucos, caracterizados por casas de madeira com novas edificações de alvenaria. Casas de comércios surgiram nos pontos mais centrais e na área suburbana proliferavam as serrarias, olarias e as primeiras fábricas de farinha de mandioca.

Emancipação do município Conchal também teve suas lutas políticas, mas que nunca tinham chegado a separar, a desunir e a dividir os conchalenses. No ano de 1944, uma luta desuniu profundamente os conchalenses, separando-os em duas facções fortes, irreconciliáveis e com reflexos maléficos em toda a vida local. Uma parte do povo, sentindo-se tolhido em seus anseios de progresso, no justo ideal de encontrar dias melhores, entendeu separar-se de Mogi Mirim e passar a pertencer ao município de Araras que poderia abrir melhores dias para o distrito, tendo em vista o completo abandono e descaso, com que era tratado pelo município. O povo dividiu-se entre araraenses e mogianos e durante vários meses, a população local, sofreu as terríveis conseqüências de uma luta sem precedentes. Criou-se assim, um ambiente hostil, com ódios e ressentimentos, até que o caso foi resolvido a favor de Mogi Mirim. O caso passou, mas as conseqüências perduraram por algum tempo, transferindo a luta para dois clubes esportivos, a Associação Esportiva Conchalense e o Conchal F.C.. Aquele abrigando os araraenses e este reunindo os mogianos. No dia 5 de abril de 1948, as lideranças nascidas dos grupos se reuniram no Cinema Paratodos assumindo um compromisso pela emancipação. Foi, então, criada a Comissão Pró-Município, cuja atribuição seria a de mobilizar os eleitores e providenciar o andamento do processo de emancipação, segundo exigia a lei. Seis meses depois, em 24 de outubro, estando os eleitores devidamente cadastrados, realizou-se o plebiscito em que a população devia se manifestar a favor ou contra a elevação do distrito de Conchal a município. E Conchal foi elevado a município neste dia com 627 eleitores votando favoravelmente. A partir de 9 de abril os conchalenses finalmente passaram a conduzir o seu próprio destino, elegendo representantes e consolidando a instituição municipal. Francisco Magnusson foi eleito a prefeito por 362 votos.

Fonte: conchal.sp.gov.br

Acesse o link para fazer sua inscrição: Equipe Tartauruga - Conchal

loucos por terra


Pedal Cultural pelas Estações da Maria Fumaça

Data: Domingo, 06 de abril de 2014

Percurso: Estação Anhumas, Estação Pedro Américo, Estação Tanquinho, Estação Desembargador Furtado, Estacão Carlos Gomes, Estação Jaguari. Lá faremos o retorno de Maria Fumaça até a estação Anhumas em Campinas.

Encontro 01: Estação Anhumas (Lá existe um estacionamento para os carros, assim na volta não precisa pedalar até a Lagoa)

Concentração: 6h30 / Saída: 7h00

Maiores informações acesse o link: Domingueiras Bike

loucos por terra


Aconteceu a 14.ª etapa do pedal Integração em São José do Rio Pardo

No dia 23 de fevereiro foi realizada mais uma etapa do pedal integração na cidade de São José do Rio Pardo, com saída da Igreja matriz de São José, a primeira de 2014, que recebeu aproximadamente 250 bikers para essa edição. Com uma organização impecável o percurso surpreendeu aos participantes tanto na área urbana quanto na área rural pelo maravilhoso visual, todos tiveram a opção de escolher entre dois percursos, o PRÓ 45 Km e LIGHT 25 Km.

Confira mais fotos em: ojornalzinho

loucos por terra

loucos por terra


VEM AI O 14° PEDAL INTEGRAÇÃO EM SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

RESERVE ESSA DATA EM SUA AGENDA: 23 DE FEVEREIRO DE 2014 VAMOS INVADIR SÃO JOSÉ DO RIO PARDO!!!

História

Fundação: 4 de abril de 1865 Segundo Rodolfo José Del Guerra, historiador e cronista da cidade, em seu livro "São José do Rio Pardo: história que muitos fizeram", "(…)em 4 de abril de 1865 alguns fazendeiros se reuniram, traçando os planos para edificar a capela, primeira etapa para a criação da futura freguesia. A 30 de maio de 1873, o Vigário Capitular do Bispado de São Paulo assinou documento autorizando bênção e celebração da missa e dos demais ofícios divinos na Capela de São José do Rio Pardo, filial da Matriz do Espírito Santo do Rio do Peixe. A primeira missa só foi celebrada em 19 de março de 1874. A Capela Curada de São José foi elevada à categoria de freguesia em 14 de abril de 1880, pela Lei nº 70, da Assembleia Provincial. São José do Rio Pardo, desanexou-se da vila de Caconde, passando à de Casa Branca, constituindo-se em paróquia, confirmada pelo Bispo de São Paulo, em 1º de fevereiro de 1881. Pela Lei nº 49, de 20 de março de 1885, a freguesia foi elevada à categoria de vila, vinte anos depois daquela primeira reunião dos fundadores. Mas outra lei determinava que sem o edifício da Casa de Câmara e Cadeia, construído às expensas dos respectivos povos, a Vila não poderia ser instalada. Chegou 1889, o ano da Proclamação da República. Um acontecimento político, ocorrido em 11 de agosto, três meses antes da Proclamação, ressoou, projetando nacionalmente a Vila de São José do Rio Pardo. O episódio teve seu prelúdio em junho, quando membros da Sociedade Italiana XX de Setembro, infiltrada de republicanos, depois de uma festa de assentamento da pedra fundamental de sua sede, saíram às ruas, cantando a Marselhesa, defrontando-se com monarquistas. Houve agressão, confusão e envio de tropas. Dois meses passados, depois de aparente paz, a contenda recomeçou. Na noite de 10 de agosto, o Hotel Brasil, do republicano Ananias Barbosa, foi atacado pela polícia, depois de uma reunião e homenagens ao pregador republicano e líder, Francisco Glicério… A 11 de agosto de 1889, os republicanos (…) apoderaram-se do edifício da Casa da Câmara e Cadeia, que representava a força e a lei, hasteando, a bandeira revolucionária de Júlio Ribeiro, proclamando a República, sob o som da proibida Marselhesa." No início do Século XX, São José do Rio Pardo acolheu grande quantidade de imigrantes, principalmente italianos. Também foi no município que Euclides da Cunha escreveu sua obra prima, Os Sertões, durante o período em que viveu e trabalhou no município, entre 1898 e 1901.

Euclides da Cunha

O escritor de Os Sertões redigiu o livro em 1902, juntamente com a construção da Ponte de São José do Rio Pardo. A chamada Casa de Zinco, feita de folhas de zinco, na qual Euclides escreveu e projetou suas obras está localizada à beira do rio Pardo e ao lado de sua ponte, protegida por uma casa de vidro. Devido à concepção d´Os Sertões nesse município, a Casa de Cultura Euclides da Cunha promove a Semana Euclidiana e a Maratona Euclidiana dos dias 9 a 15 de agosto; trata-se de eventos destinados a alunos das escolas do município e de outros..

loucos por terra

Acesse o link para fazer sua inscrição: Bikers Rio Pardo


Realizada mais uma etapa do Pedal Integração a 13.ª - São Roque

No dia 10 de novembro foi realizada mais uma etapa do pedal integração a última de 2013. A cidade de São Roque recebeu aproximadamente 200 bikers para essa edição. Como não podia deixar de ser diferente, as belas trilhas e as paisagens deixaram os participantes deslumbrados com o que viram.

Para conferir as fotos acesse o link ao lado: Movimento do Pedal

loucos por terra

loucos por terra


VEM AI O 13° PEDAL INTEGRAÇÃO EM SÃO ROQUE

RESERVE ESSA DATA EM SUA AGENDA: 10 DE NOVEMBRO DE 2013 VAMOS INVADIR SÃO ROQUE!!!

A cidade foi fundada em 16 de Agosto de 1657 pelo nobre capitão paulista Pedro Vaz de Barros, conhecido também como Vaz Guaçu, O Grande. A cidade recebeu o nome São Roque devido a devoção de seu fundador por este santo. Atraído pela região, estabeleceu-se com sua família e por volta de 1.200 índios as margens dos ribeirões Carambeí e Aracaí, começando assim, a cultivar trigo e uva.
Mais tarde, imigrantes italianos e portugueses cobriram as encostas dos morros com vinhedos, instalaram suas adegas e transformaram São Roque na famosa "Terra do Vinho". Em 1681, Fernão Paes de Barros, irmão do fundador, constrói a Casa Grande e a Capela de Santo Antonio, em taipa de pilão, vindo esta a servir como parada e pousada dos Bandeirantes, que desciam o Rio Tietê em busca de ouro e esmeraldas. Em 1832, São Roque foi elevada à condição de vila e, em 1864, à categoria de município. E, em 1990, devido ao seu grande potencial no cenário histórico, artístico, ecológico e cultural, foi transformada em Estância Turística. Com um ótimo clima serrano, paisagens belíssimas e povo hospitaleiro, São Roque dispõe de uma excelente infra-estrutura hoteleira, bons restaurantes, um amplo comércio e os mais saborosos vinhos da região. À apenas 60 Km de São Paulo e servido por duas grandes Rodovias - Raposo Tavares e Castelo Branco - São Roque oferece aos visitantes opções de lazer com ar puro e muita tranqüilidade.

loucos por terra

Acesse o link para fazer sua inscrição: MOVIMENTO DO PEDAL


Sucesso no primeiro pedal fora de São Paulo - Aconteceu em Andradas - MG

No ultimo domingo dia 18 de agosto, a cidade de Andradas no sul de Minas, recebeu aproximadamente 400 bikers para mais uma edição do Pedal Integração. Percorrendo trilhas de tirar o folego, tanto pelas belas paisagens como pelas subidas, a galera passou por parte do caminho da fé, subindo a Serra dos Limas e conhecendo um pouco mais dessa bela região.

Para conferir as fotos acesse o link ao lado: Álbum de Fotos Loucos por Terra

Aqui você pode conferir mais fotos: Álbum de Fotos

loucos por terra

loucos por terra


VEM AI O 12° PEDAL INTEGRAÇÃO EM ANDRADAS M.G.

RESERVE ESSA DATA EM SUA AGENDA: 18 DE AGOSTO DE 2013 VAMOS INVADIR ANDRADAS

loucos por terra

Acesse o link para fazer sua inscrição: www.acira.com.br


Primeiro Pedal Integração fora do Estado de São Paulo!!!

Para quem não conhece Andradas:

Localizada na região de planaltos de Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais, Andradas é uma cidade cheia de encantos tanto para os que buscam aventura como para os que pretendem descansar. Localizada na Serra da Mantiqueira, Andradas é conhecida como a Terra do Vinho por sua tradição vinícola trazida dos imigrantes do norte da Itália. Além da Festa da Uva realizada anualmente em julho oferece como atrativos locais propícios para a prática de esportes de aventura, sendo os mais conhecidos o Pico do Gavião e as Pedras do Elefante e do Pântano que oferecem atividades como trilhas, rapel, tirolesa e voo livre. Dentre os atrativos culturais destacam-se passeios pelas vinícolas da região, onde o turista pode conhecer o processo de produção e degustar os vinhos e produtos típicos da cidade. A Igreja Matriz de São Sebastião, a Casa da Memória e o Teatro Municipal José Stivanin são outros atrativos de Andradas que merecem ser visitados. Para os cicloturistas uma dica é a "Rota das Vinícolas" - passeio realizado no mês de maio de mountain bike que sai do Centro de Atendimento ao Turista e passa por todas as vinícolas de Andradas. Durante o roteiro o visitante vai conhecer o processo de produção dos vinhos, degustar sucos de uva e vinhos além de apreciar a natureza ao redor.

Você pode conferir mais detalhes nos links abaixo:

Minas Gerais / Andradas

Webventure / Andradas


Aconteceu a 11.ª Etapa do Pedal Integração - Itapira

Foram 610 participantes na ensolarada manhã de domingo

A cidade de Itapira sediou a décima primeira edição do pedal integração domingo dia 19 de maio. O ponto de encontro foi o Espaço Natureza que conta com uma ótima infraestrutura de estacionamento, sanitários e restaurante. Os centenas de bikers participantes puderam desfrutar de belas trilhas por toda a região, divididos em dois percursos como já é de tradição no Integração (percurso oficial e light). Assim como já aconteceu na etapa de Americana, nessa edição o corredor Pablo esteve novamente presente percorrendo o trajeto a pé e incentivando outros corredores a participarem também nessa modalidade. É o pedal Integração crescendo e abrindo as portas para receber outras modalidades esportivas. Ao final do passeio com os bikers retornando ao Espaço Natureza, todos puderam participar de um sorteio de vários brindes e continuar a integração almoçando e repondo as energias todos juntos. Agradecemos a galera de Itapira, ITA Bike, Bike Mogi e todos que prepararam esse evento com muita competência para essa ensolarada manhã de domingo. O pedal Integração começou na cidade de Jundiaí com os grupos Loucos por Terra, Kepp's Bike e Domingueiras em 2011, ainda sem nome definido. Hoje se tornou um grande evento, reunindo centenas e até milhares de bikers, e a cada edição temos a oportunidade de conhecer novos grupos, o que faz cumprir o objetivo desse evento que é a Integração, amizade e companheirismo.

Cidades presentes: Itapira, Campinas, Rio Claro, Mogi Mirim, Mogi Guaçu, Amparo, Serra Negra, Socorro, Artur Nogueira, Valinhos, Andradas, São Paulo, Jacutinga, Monte Sião, Conchal, Americana, Limeira e Leme.

Fica aqui o nosso agradecimento a todos os participantes, e que comece o aquecimento para as próximas edições.

Este ano ainda temos Andradas e São Roque na programação. Fiquem de olho na agenda e participem!!!

A cidade de Andradas no mês de agosto vai sediar o primeiro Integração fora do estado de São Paulo. Vamos lá galera!!! Invadir Minas!!!

Confiram algumas das fotos do décimo primeiro pedal integração em Itapira: Álbum de Fotos

loucos por terra

loucos por terra

loucos por terra


Confira as demais materias  

11.ª Etapa do PEDAL INTEGRAÇÃO - ITAPIRA

Amigos bikers vamos mostar nossa força!!!

O PEDAL INTEGRAÇÃO, não é uma competição, e sim um evento onde o intuito é reunir ciclistas apaixonados pelo Mountain Bike e pedalar cada um no seu ritmo dentro de um trajeto delineado e todo sinalizado. Serão dois trajetos: SPORT com aproximadamente 20 km e um PRO com aproximadamente 42 km, lembrando que esse tipo de pedal não é recomendado para ciclistas iniciantes, isso tanto na categoria SPORT (Light) como na categoria PRÓ. A maior recompensa do PEDAL INTEGRAÇÃO não é um troféu, mas sim um dia prazeroso de muito pedal cercado de novos amigos, fazendo de fato uma INTEGRAÇÃO. AS INSCRIÇÕES SÃO GRATUITAS!!! É só acessar o link: Bikemogi

loucos por terra


loucos por terra  












© 2012 Loucos por Terra - Todos os direitos reservados.